AVISO PRAZO DE CANDIDATURA BOLSAS DE ESTUDO

ANO LETIVO 2017/2018

A candidatura à atribuição de bolsas de estudo para o ano letivo de 2017-2018 pode ser apresentada:

  • Entre o dia 25 de junho de 2017 e o dia 30 de setembro de 2017;
  • Nos 20 dias úteis subsequentes à inscrição, quando esta ocorra após 30 de setembro;
  • Nos 20 dias úteis subsequentes à emissão de comprovativo de início de estágio por parte da entidade promotora no caso de licenciados ou mestres que estejam a realizar estágio profissional.

A candidatura pode ainda ser submetida entre 1 de outubro de 2017 e 31 de maio de 2018, sendo que, nesse caso, o valor da bolsa de estudo a atribuir é proporcional ao valor calculado para um ano, considerando o período que medeia entre o mês seguinte ao da submissão do requerimento e o fim do período letivo ou do estágio.

--------------------------------------------

PROBLEMAS NO ACESSO AO MOODLE

Caso esteja com problemas no acesso ao Moodle, deverá enviar uma mensagem para rcardoso@iscet.pt com o seu nome completo, número de aluno e de bilhete de identidade/cartão do cidadão, identificando o seu curso, ano e unidades curriculares em que se encontra inscrito.

______________________________________________


Skip Navigation

Navigation

Skip Online users

Online users

(last 5 minutes)
None
Skip Calendar

Calendar

Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 Today Monday, 23 October 23 24 25 26 27 28
29 30 31     
Skip Upcoming events

Upcoming events

There are no upcoming events
Skip Main menu

Main menu

Skip Notícias

Notícias

  • Os professores confiam na capacidade dos diretores de escola para liderar. A conclusão é retirada de um inquérito realizado a mais de 20 mil docentes do ensino público. Mostra como entendem ser a liderança na escola onde ensinam.
    IwFP?d=yIl2AUoC8zA IwFP?i=jco3YijYtd0:M1hUZdzuBao:F7zBnMyn0 IwFP?i=jco3YijYtd0:M1hUZdzuBao:V_sGLiPBp
  • Ministério da Educação volta a colocar o combate ao insucesso escolar e a escolaridade de 12 anos no centro da sua atuação na proposta de orçamento para o próximo ano. Quase 3500 professores vão entrar nos quadros, garantem-se condições para a flexibilidade curricular, aposta-se no ensino profissional, investe-se na educação pré-escolar.
    IwFP?d=yIl2AUoC8zA IwFP?i=_mEYEhFLj04:zEi4Hi46HGg:F7zBnMyn0 IwFP?i=_mEYEhFLj04:zEi4Hi46HGg:V_sGLiPBp
  • Ministério da Educação quer avançar com mais iniciativas que promovam o sucesso educativo, que passam por investir na formação para docentes. Várias medidas foram anunciadas depois das dificuldades demonstradas pelos alunos nas últimas provas de aferição.
    IwFP?d=yIl2AUoC8zA IwFP?i=iGrI7TI3U9I:BpoHrUcUSyQ:F7zBnMyn0 IwFP?i=iGrI7TI3U9I:BpoHrUcUSyQ:V_sGLiPBp
  • Arquiteto paisagista e professor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro refere que é necessário pensar nos recreios escolares como locais de aprendizagem, num tempo em que os estímulos digitais se sobrepõem aos naturais.
    IwFP?d=yIl2AUoC8zA IwFP?i=VRTvKEZv13g:Ci9rc0QgE7c:F7zBnMyn0 IwFP?i=VRTvKEZv13g:Ci9rc0QgE7c:V_sGLiPBp
  • Maria Regina Rocha, uma das autoras do Programa e Metas Curriculares de Português do 1.º Ciclo, afirma que se os alunos dão erros então é necessário identificar as causas, explicar regras, fazer exercícios. As crianças que aprendem a escrever devem visualizar e ouvir as palavras. “Eu não dou erros!” é um livro que responde a muitas dúvidas.
    IwFP?d=yIl2AUoC8zA IwFP?i=eNqrhnxU9x0:F0OdFcYi91o:F7zBnMyn0 IwFP?i=eNqrhnxU9x0:F0OdFcYi91o:V_sGLiPBp
  • Especialistas em inteligência emocional, uma área da Psicologia, garantem que ensinar os alunos a conhecerem e a regularem as suas emoções é a melhor forma de potenciar resultados escolares e resolver problemas de indisciplina.
    IwFP?d=yIl2AUoC8zA IwFP?i=YW9hMFwG7Kw:zdwNzYGVln8:F7zBnMyn0 IwFP?i=YW9hMFwG7Kw:zdwNzYGVln8:V_sGLiPBp
  • Conselho editorial da Porto Editora garante que não há “qualquer discriminação” nos livros de atividades para meninos e meninas e volta a colocá-los à venda. Editora refere que fez uma “análise serena e ponderada do caso”, assegura que não há “matéria objetiva e relevante” para retirar livros dos pontos de venda, e refuta várias observações feitas pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género.
    IwFP?d=yIl2AUoC8zA IwFP?i=e7s2BWXdi3I:iA7oyRRkwf0:F7zBnMyn0 IwFP?i=e7s2BWXdi3I:iA7oyRRkwf0:V_sGLiPBp
  • Os hábitos de leitura estão a sofrer alterações e, por isso, as propostas que desafiem a criatividade e o espírito crítico das crianças e jovens são fundamentais. As escolas devem estimular a leitura e respeitar vontades e capacidades. Jorge Ascenção, Manuel Pereira, Filinto Lima e Paulo Guinote partilham as suas opiniões sobre estes assuntos, na segunda parte deste trabalho publicado pelo EDUCARE.
    IwFP?d=yIl2AUoC8zA IwFP?i=T4os70px2lQ:9qKyLk_J1es:F7zBnMyn0 IwFP?i=T4os70px2lQ:9qKyLk_J1es:V_sGLiPBp
  • Os hábitos de leitura sofrem com as novas tecnologias? A relação do livro com os mais novos está a mudar? O que se pode fazer? Como devem ser usados os manuais escolares? Sublinhar ou não sublinhar? Jorge Ascenção, Manuel Pereira, Filinto Lima e Paulo Guinote partilham as suas opiniões sobre estes assuntos, num trabalho que o EDUCARE publicará em duas partes. 
    IwFP?d=yIl2AUoC8zA IwFP?i=S-e4czaOgvA:7IyBhj1fBGM:F7zBnMyn0 IwFP?i=S-e4czaOgvA:7IyBhj1fBGM:V_sGLiPBp
  • Professores do quadro exigem ao Ministério da Educação que resolva o problema criado durante o concurso de mobilidade interna através de colocações administrativas.
    IwFP?d=yIl2AUoC8zA IwFP?i=gQf1dD6VvPs:jD7iuY5Ky_o:F7zBnMyn0 IwFP?i=gQf1dD6VvPs:jD7iuY5Ky_o:V_sGLiPBp
Skip Login